MÁRCIA MINISTRA

VEREADORA
SALVADOR PSOL

Socióloga, professora, candomblecista, ex empregada doméstica e do Nordeste de Amaralina.

 

50 088

MÁRCIA MINISTRA

Sou ativista dos movimentos sociais pois creio que não se faz revolução sem a participação dos movimentos. Sou mulher negra, cientista social e ex-trabalhadora doméstica, que vem buscando ocupar e permanecer nos espaços de tomada de decisões políticas. Sempre me perguntam por que me chamam de Ministra. Todas, todos, todes temos um nome no registro civil. Há muitas histórias sobre os nossos nomes desde a mais violenta como a de imposição da cisgeneridade, até o ato político em existir tendo nome e sobrenome.


Sou MÁRCIA MINISTRA a partir da minha identidade política negra. Provavelmente, você já tenha ouvido alguém se direcionar a mim dessa maneira ou talvez você seja umas dessas muitas pessoas. Provavelmente o que não saiba são os porquês dessa nomeação dentro do movimento de mulheres negras. Esse nome faz alusão a uma Ministra negra de extrema importância para os movimentos sociais (Luiza Bairros), durante os bastidores de um encontro de mulheres negras. Vislumbramos um Brasil com a sua candidatura à presidência da república e, neste momento, a ativista Vilma Reis realiza simbolicamente a minha nomeação como ‘A MINISTRA’. Também é comum me perguntarem "Mas você é ministra do quê?". Eu respondo: sou Ministra em um país com um mandato negro feminista. Percebo essa nomeação como uma convocação para pensar a política a partir do projeto de mundo das mulheres negras.

Ex-empregada doméstica- feminista negra gorda- Cientista Social.


Márcia Ministra, feminista negra

 

FÓRUM MARIELLES

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

©2020 por Josy Azeviche